Olá Visitante, seja bem vindo(a)!
ANE » Notícias
Notícias   Notícias
Assembléia de Posse - Saudação aos Dirigentes empossados - abril 2018
Publicado dia:25/05/2018
Fonte:


Excelentíssimos Senhores

Acadêmico Arlindo Pereira Silva – Titular da Cátedra 10 - Presidente da ANE

Acadêmico Oswaldo Alves de Mattos – Titular da Cátedra 26 - Presidente de Honra da ANE

Em nome do qual cumprimento todos os membros da mesa e desta Magna Assembleia.

Excelentíssimos Senhores Confrades

Minhas Senhoras e meus Senhores,

Não poderia começar a minha saudação sem olhar para esta Magna Assembleia de Homens Notáveis que honram com suas vestes o nome e a pluralidade que representa esta Instituição quase octogenária que sempre se colocou a serviço da sociedade e desta nação plural que amamos e perfilamos pela sua grandeza e soberania que representa na América Latina, e saudá-los respeitosamente.

A Academia Brasileira de Ciências Econômicas, Políticas e Sociais, notadamente chamada ANE, é uma das Instituição que juntamente com suas congêneres contribuem para o desenvolvimento do pensar e de criar desta grande nação da América do Sul. Estamos falando do Brasil, um país plural, mosaico étnico e cultural de povos e raças que aqui aportaram nos séculos passados. O país que cultiva seus valores ocidentais, mas que não nega também seus valores étnicos e culturais. O país onde a razão helênica convive diuturnamente com a emoção africana, fazendo com que o Eu e o Outro coabitem em paz e convivam em busca do Existir, porque o Sentir já aproximou e uniu os diferentes a partir da memória muscular que trasmuta séculos e anos luzes que separam o momento vigente da respectiva origem. Assim foi, assim é e assim será para todo sempre no Brasil.

A frase representativa à epoca, “ Penso logo Existo”, dita pelo filósofo francês René Descartes (1596-1650), marcou a visão do movimento Iluminista que colocava a razão humana como única forma de existência. Descartes, considerado o fundador da filosofia moderna, chegou a conclusão desta célebre frase enquanto buscava traçar uma metodologia para definir o que seria o “verdadeiro conhecimento”, onde com essa afirmação desejava obter o conhecimento absoluto, irrefutável e inquestionável.

Inquestionavelmente outro pensador africano, Leopoldo Sedar Senghor, que teve contato com este valor ocidental largamente difundido, mostra como a existência no sentir africano - intuitiva por participação é marcada pelo brio da sua vivência social que se traduz na forma como pensa e sente a existência – a Emoção, contrasta dialeticamente com o marco existencial europeu ocidental baseada na razão “Ego cogito, ergo sum sive existo”. Ou resumida na expressão “cogito ergo sum. A atitude do homem negro marcada pela emoção é que o possibilita elevar-se a um estágio superior de consciência. Por isso Senghor afirma que "A emoção é negra, assim como a razão é helênica". A atitude do negro frente ao mundo e aos outros é de abandono e comunhão ao mesmo tempo. Em si o negro é um campo de impressão, que através da sensibilidade descobre o outro. Da mesma forma que nesta interação ele não vê o objeto, mas o sente, "é na sua subjetividade, no limite de seus órgãos sensoriais que ele descobre o outro". A emotividade, portanto, é o elemento essencial e constitutivo do negro.

No Brasil o tempo todo a razão europeia cartesiana “Eu Penso logo Existo” está em sintonia com o objeto sensorial africano “Eu sinto o Outro, eu danço para o Outro, então eu Sou”. Por isso, vive-se uma verdadeira simbiose cultural e racial no Brasil. Isso o transforma em marca que não se pode apagar nas memórias que retratam a formação do povo brasileiro. Esta é a marca mais importante de identificação entre os diferentes que faz o existencialismo do homem brasileiro o mais radiante e o mais contagiante no mundo contemporâneo.

A visão da Academia e a convivência acadêmica, portanto, não é diferente desta convivência cultural e existencial. Na Academia se pratica vivencia e se reafirma o compromisso de contribuir para o desenvolvimento do pensar e do criar que são as bases sólidas do conhecimento.

Nessa ordem de ideia é que tributo a minha concordância às palavras do Acadêmico Celso Lafer que sublinhava em dado momento do seu discurso de Posse na Academia Brasileira de Ciências que “o congregar para o conhecer passava necessariamente pelo convívio acadêmico e que uma das notáveis características da Academia é a acepção ampla da convivência por ser uma instituição de conteúdo”. Neste contexto, vejo a Academia com suas múltiplas definições e designações como congregação do saber na dimensão cultural e escolástica. Aqui convivem saberes onde todos estão compromissados com os ideais de doar para ser.


Ilustres Acadêmicos e confrades, minhas senhoras e meus senhores

É com honra e muita satisfação que me dirijo a esta Assembleia Magna de notáveis homens do saber que compartilham saberes para saudar os novos Membros Titulares Acadêmicos e a Diretoria que foram indicados e eleitos, que agora tomam posse.

Saúdo ainda, particularmente a todos os Confrades, imortais acadêmicos, figuras ilustres no cenário sócio-político e econômico brasileiro que se juntam aos talentos desta Magna Congregação trazendo as experiências de suas realizações intelectuais e profissionais para prestigiar e somar a esta instituição do saber e da cultura que é a Academia Nacional de Economia – ANE. Instituição fundada há 74 anos, com a finalidade de promover e estimular o desenvolvimento da investigação, em qualquer domínio do conhecimento, e que hoje pode-se dizer que se inscreve na vanguarda das reflexões sobre temas socioeconômicos considerados essenciais para atual conjuntura brasileira.


Muito obrigado


Acadêmico Mamadu Lamarana Bari

Titular da Cátedra nº 116

Vice-Presidente Ouvidor Geral




« Voltar

 
ANE
Programação Notícias Fale Conosco
Publicações Galeria de Fotos Cadastre-se
» Jornal da ANE Carta do Presidente Login da Conta
Links Úteis
Central de Atendimento
() -
» Estatuto
» Regimento
» História
» Missão
» Acadêmicos - Membros Efetivos
» Diretoria Nacional
» Diretoria Regional  
» Comissões Permanentes  
» Conselho Supremo
Todos direitos reservados Desenvolvido por SUED Design